1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Projeto Lúcifer da NASA poderá desencadear o apocalipse e o fim da humanidade

Em 2017, em 5 de setembro, a viagem de 15 anos da Cassini para o sistema Saturno chega ao fim. A missão final da Cassini consiste em mergulhar na atmosfera do planeta e finalizar com seu impacto no planeta para destruir a espaçonave.
Ela vai retransmitir dados até os momentos finais. Dando-nos, ainda mais, informações do que já tivemos antes sobre a atmosfera de Saturno. Este método de eliminação foi selecionado pela NASA para evitar a contaminação biológica de qualquer das luas de Saturno que poderiam potencialmente hospedar vida alienígena. A distância de Saturno do sol fêz o uso da energia solar como uma fonte de energia para Cassini assim que foi posta por 73 libras do plutônio-238 para gerar a eletricidade através de sistemas termoelectrônicos. Muitos acreditam que a NASA está tentando transformar um dos gigantes de gás Saturno ou Júpiter em uma pequena estrela. É considerada a primeira tentativa do homem de criar um pequeno sol em nosso sistema solar e que tem sido chamado de Projeto Lúcifer, o nome Lúcifer é latim e significa trazer a luz . Alguns sustentam que a idéia é estranha e que tal plano não poderia funcionar, o que é uma estrela falhada que eles dizem simplesmente não tem massa suficiente, outros, incluindo físicos afirmam que não só é possível, mas eles aconselham fortemente contra ela. Uma segunda estrela em nosso sistema solar poderia ter efeitos devastadores na vida na Terra.O que de fato eles querem com essa experiencia? Confira o vídeo:
Fonte:semprequestione
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                                     Veja o Vídeo Abaixo:


                                               Fonte:

Um comentário: